Taça da Liga: Conceição fala em «coragem»

Taça da Liga: Conceição fala em «coragem»

Updated: 5 days, 11 hours, 43 minutes, 10 seconds ago

A calendarização da edição 2022/23 da Taça da Liga em simultâneo com o Mundial do Qatar implicou «coragem» da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, referiu o treinador do FC Porto.

“Já falei diversas vezes sobre o planeamento das competições. Quero dar os parabéns à LPFP, já que consegue meter a disputa de um troféu neste período. É preciso coragem, porque toda a gente está a olhar para as seleções”, avaliou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão à receção ao ‘secundário’ Mafra, na sexta-feira, para o Grupo A.

No ocaso da jornada inaugural da ‘poule’, que teve um empate entre Vizela e Desportivo de Chaves (2-2), o vice-líder da I Liga volta a cruzar-se com o 12.º colocado do segundo escalão, que já derrotou na quarta ronda da Taça de Portugal (3-0), em 08 de novembro.

“Jogo diferente? É uma mensagem inteligente do [treinador do Mafra] Ricardo Sousa, de forma que os jogadores possam acreditar que é possível fazer um bom jogo e ganhar. As mudanças não foram muitas desde então. À partida, a maneira como encara o jogo não será muito diferente. Não posso adivinhar a estratégia do opositor, mas posso controlar o comportamento da minha equipa na dinâmica coletiva e nos esquemas táticos”, reiterou.

O conjunto de Sérgio Conceição volta a competir 13 dias depois da goleada imposta no terreno do rival citadino Boavista (4-1), em partida da 13.ª jornada da I Liga, última antes da inédita interrupção para o Mundial2022, à qual se seguiram “três dias de descanso”.

“A partir daí, existiu trabalho dos futebolistas em permanente comunicação com a equipa técnica. Trabalhámos tudo o que é preciso num jogo da Taça da Liga como se fosse de Liga dos Campeões. A preparação é igual e com muito respeito pelo adversário. Não há facilitismos para ninguém e espero que os atletas entendam e interiorizem isso”, apelou.

Admitindo que “é importante iniciar bem a competição”, o treinador do FC Porto acredita “no trabalho, foco e seriedade” dos ‘dragões’ para “serem um bocadinho mais felizes” na prova mais jovem do futebol profissional nacional, que nunca venceram em 15 edições.

“Queremos muito chegar à final e sermos mais competentes do que fomos num passado recente. Agora, não podemos é andar a entrar aqui em superstições e pensar que é um título que está amaldiçoado. O que está amaldiçoado deixa de estar a partir do momento em que há muito trabalho e foco no que se faz. Sendo um jogo relevante na caminhada, acredito no trabalho dos meus atletas e estou confiante para começar a prova”, garantiu.

Sérgio Conceição lembrou as duas finais perdidas com Sporting (2018/19) e Sporting de Braga (2019/20), intercaladas por duas ‘quedas’ nas ‘meias’ face aos ‘leões’ (2017/18 e 2020/21) e uma logo na fase principal (2021/22), num grupo com Santa Clara e Rio Ave.

“Desde que cá cheguei, excetuando no ano passado, quando perdemos logo no primeiro jogo nos Açores, foram prestações muito positivas. Chegámos a duas finais. Estivemos a ganhar até perto do fim frente ao Sporting, mas houve um penálti vindo do nada aos 90 minutos. Não era expectável, pois estávamos por cima e poderíamos ter feito mais golos, mas fomos a penáltis e o Sporting foi mais competente. Com o Sporting de Braga houve um golo às três tabelas também a acabar o jogo e ficou um sabor amargo”, rememorou.

Francisco Meixedo, o nigeriano Zaidu e os brasileiros Gabriel Veron e Evanilson seguem lesionados, ao passo que Diogo Costa, Pepe e Otávio (Portugal), Marko Grujić (Sérvia), Stephen Eustáquio (Canadá) e Mehdi Taremi (Irão) estão a representar as suas seleções no Mundial2022, que arrancou no domingo e vai decorrer até 18 de dezembro, no Qatar.

“Para o segundo jogo posso já ter aqui alguns jogadores [risos]. A fase de grupos acaba em 02 de dezembro. Acho que não fiz nada de diferente na preparação a todos os níveis. Independentemente de estar a treinar com 10 ausentes, tenho alguns atletas oriundos da equipa B e eles sabem a exigência e aquilo que queremos”, concluiu Sérgio Conceição.

O FC Porto recebe o Mafra na sexta-feira, às 20:45, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo do Grupo A da Taça da Liga, com arbitragem de Miguel Nogueira, da associação de Lisboa, seguindo-se embates com os primodivisionários Desportivo de Chaves, em 08 de dezembro, às 19:00, em Trás-os-Montes, e Vizela, oito dias depois, em casa, às 20:30.