São Paulo tem forte queda de público, e média despenca após Sul-Americana

São Paulo tem forte queda de público, e média despenca após Sul-Americana

Updated: 1 month, 17 days, 9 hours, 12 minutes, 20 seconds ago

Alexandre e o filho Rafael, no Morumbi Imagem: Diego Iwata/ UOL

O público do São Paulo despencou nos últimos dois jogos da equipe no Morumbi. Na derrota por 1 a 0 sobre o Botafogo, no último dia 9, pelo Brasileirão, 23.918 pessoas estiveram no Morumbi.



Ontem (20), contra o Coritiba, apenas 14.993 testemunharam a boa vitória da equipe de Rogério Ceni —pior público do time no Brasileirão. O segundo pior aconteceu na estreia do time em casa, contra o Athletico-PR —uma semana depois da derrota por 4 a 0 para o Palmeiras na final do Paulista.

Até a partida contra o Avaí —vitória por 4 a 0 no Morumbi, em 25/9—, o São Paulo vinha numa sequência de dez jogos com público acima de 30 mil - média de 40,2 mil.
No período, desde 23 de julho, o menor público foi na derrota por 1 a 0 para o Fortaleza: 30.210. O maior, os 52.338 na semifinal da Copa do Brasil, contra o Flamengo.

Não por coincidência, dois dos piores públicos do São Paulo neste recorte temporal aconteceram depois da derrota da equipe para o Independiente del Valle (EQU), no dia 1, na final da Copa Sul-Americana.

Alexandre Cândido já esperava que o público da partida não fosse ser dos maiores. E, até por causa disso, decidiu que esta era uma boa partida para que seu filho Rafael, de 7 anos, fizesse sua estreia no estádio.

"Escolhi um jogo que eu sabia que teria menos público e contra um adversário mais fraco, para garantir a vitória", contou, entre risos.

Já Guilherme Gonçalves Lima, de Mongaguá, no litoral de São Paulo, e seu pai Flávio Lima escolheram a partida contra o Coxa para comemorar os 18 anos do garoto, junto com o amigo Antonio Carlos Sanchez, de Praia Grande.

Flávio preferiu dar de ombros para derrota na Sul-Americana e ver o copo meio cheio: "A derrota faz parte. Chegamos em duas finais nesse ano. Não ganhamos, mas chegamos", disse.

Dez públicos do São Paulo como mandante antes da Final da Sul-Americana e os dois posteriores:
20/10 - São Paulo 3 x 1 Coritiba - 14.993
9/10 - São Paulo 0 x 1 Botafogo - 23.918

01/10 - São Paulo 0 x 2 Independiente del Valle (Final da Sul-Americana)

25/9 - São Paulo 4 x 0 Avaí - 36.510
11/9 - São Paulo 1 x 1 Corithians - 46.444
08/9 - São Paulo 2 x 0 Atlético-GO - 53.998 (Semifinal Sul-Americana)
28/8 - São Paulo 0 x 1 Fortaleza - 30.210
24/8 - São Paulo 1 x 3 Flamengo - 51.365 (Semifinal Copa do Brasil)
14/8 - São Paulo 3 x 0 Bragantino - 31.358
06/8 - São Paulo 0 x 2 Flamengo - 45.217
03/8 - São Paulo 1 x 0 Ceará - 52.338 (Quartas Sul-Americana)
28/7 - São Paulo 1 x 0 América-MG - 51.297 (Quartas Copa do Brasil)
23/7 - São Paulo 3 x 3 Goiás - 39.393



Todos os públicos do time no Brasileiro como mandante:
10/04 - São Paulo 4 x 0 Athletico-PR - 20.606
02/05 - São Paulo 2 x 1 Santos - 36.746
15/05 - São Paulo 2 x 1 Cuiabá - 27.511
28/05 - São Paulo 2 x 2 Ceará - 32.977
12/06 - São Paulo 1 x 0 América-MG - 26.847
20/06 - São Paulo 1 x 2 Palmeiras - 31.055
26/06 - São Paulo 0 x 0 Juventude - 20.466
17/07 - São Paulo 2 x 2 Fluminense - 47.141
23/07 - São Paulo 3 x 3 Goiás - 39.393
06/08 - São Paulo 0 x 2 Flamengo - 45.217
14/08 - São Paulo 3 × 0 Red Bull Bragantino - 31.358
28/08 - São Paulo 0 x 1 Fortaleza - 30.210
11/09 - São Paulo 1 × 1 Corinthians - 46.444
25/09 - São Paulo 4×0 Avaí - 36.510
09/10 - São Paulo 0x1 Botafogo - 23.918

São Paulo, forte, queda, público