Ibovespa cai 2,58%, aos 110.243 pontos; Embraer (EMBR3) dispara quase 10%, IRB (IRBR3) recua 8,5%

Ibovespa cai 2,58%, aos 110.243 pontos; Embraer (EMBR3) dispara quase 10%, IRB (IRBR3) recua 8,5%

Updated: 2 months, 23 days, 21 hours, 25 minutes, 41 seconds ago
Ibovespa cai 2,58%, aos 110.243 pontos; Embraer (EMBR3) dispara quase 10%, IRB (IRBR3) recua 8,5%

PEC da Transição bota mercado no mercado; Saiba mais!

O Ibovespa hoje terminou a sessão de quarta-feira (16) em baixa de 2,58%, aos 110.243,33 pontos. A mínima do dia foi 109.512,22 pontos, enquanto a máxima do pregão foi de 113.473,39 pontos. O volume financeiro foi de R$ 51,2 bilhões.

No Ibovespa hoje, o principal destaque do pregão foi Embraer (EMBR3), disparando 9,94%. Além disso, a Bradespar (BRAP4) também se encontra entre as maiores altas, subindo 2,16%, e a CSN Mineração (CMIN3) avançou 2,12%. A Suzano (SUZB3) variou +1,49% enquanto a CCR (CCRO3) teve ganho de 0,61%.

Na ponta negativa, se destacaram as ações da Hapvida (HAPV3), que despencaram 10,94%. Já a Americanas (AMER3) recuou 9,81%, enquanto a Minerva (BEEF3) caiu 9,27%. O IRB (IRBR3) desvalorizou 8,51%, enquanto a Locaweb (LWSA3) variou -8,10%.

Maiores altas do Ibovespa:

Maiores baixas do Ibovespa:

Outras notícias que movimentaram o Ibovespa

Via: acordo com Bradesco pode ter impacto superior a R$ 3,2 bilhõesSantander: Ex-CEO do Next, do Bradesco, será novo vice de atacadoPetrobras é a 3ª maior pagadora de dividendos do mundo

Via: acordo com Bradesco pode ter impacto superior a R$ 3,2 bilhões

A Via anunciou que firmou um acordo com o Bradesco para oferta de cartões de crédito e outros produtos financeiros.

A parceria entre Via e Bradesco pode resultar em R$ 3,25 bilhões até 2027 em antecipação de receita, conforme apuração do Exame.

A Via explicou que o prazo do contrato era até o final de 2029. Após a realização do novo acordo, o prazo de vigência da parceria para a oferta de cartões de crédito co-branded, na rede de lojas e websites sob a bandeira Casas Bahia, passou a ser até 2037.

Os R$ 350 milhões que foram anunciados previamente já teriam sido creditados no caixa da Via, e representam uma espécie de “prêmio” pelo acesso ao cliente no balcão da Casas Bahia.

Santander: Ex-CEO do Next, do Bradesco, será novo vice de atacado

O Santander Brasil anunciou nesta quarta-feira (16) que Renato Ejnisman, que é ex-CEO do Banco Next, pertencente ao Bradesco, será o novo vice-presidente de atacado do banco a partir de 1º de janeiro de 2023.

O executivo vai suceder a Jean Pierre Dupui, que já liderou a área do Santander nos últimos oito anos. Nesse momento, ele vai ficar responsável por uma nova vice-presidência do conglomerado no Brasil.

Ejnisman já trabalhou no Bradesco durante 15 anos, dos quais 14 deles se dedicou a áreas como investimentos e atacado. Além disso, teve passagens no Bradesco BBI e na Bradesco Asset.

No ano de 2021, ele foi o primeiro CEO do Next, liderando uma fase de forte crescimento do negócio. Ele deixou o Next em setembro, e foi substituído por Curt Zimmermann, CEO da carteira digital Bitz, também pertencente ao Bradesco.

Petrobras é a 3ª maior pagadora de dividendos do mundo

A Petrobras caiu no ranking de maiores pagadoras de dividendos do mundo, passando da primeira para a terceira posição. A lista é realizada pela gestora Janus Henderson em seu índice global de dividendos, que se encontra atualmente na 36ª edição.

No terceiro trimestre de 2022, os dividendos da Petrobras totalizam US$ 9,7 bilhões. No acumulado de 2022, a empresa remunerou US$ 19,4 bilhões em proventos.

A Petrobras foi desbancada pela China Construction, que é um banco chinês que se encontra entre os maiores do país. Já a BHP atua no setor de mineração e de petróleo.

A Petrobras é a única brasileira entre as 10 maiores pagadoras de dividendos do mundo. Na edição anterior do ranking de distribuidoras de proventos, a Vale estava na 4ª colocação.

Cotação do Ibovespa nesta segunda (14)

O Ibovespa terminou a sessão desta última segunda-feira (14) em alta de 0,81%, aos 113.161,28 pontos

(Com informações do Estadão Conteúdo)