Gato invasor, bife de ouro e Nike: a movimentada entrevista de Vini Jr

Gato invasor, bife de ouro e Nike: a movimentada entrevista de Vini Jr

Updated: 2 months, 2 days, 21 hours, 8 minutes, 18 seconds ago

O atacante Vinicius Júnior foi protagonista de uma movimentada entrevista coletiva nesta quarta-feira, 7, restando dois dias para a seleção brasileira enfrentar a Croácia, pelas quartas de final da Copa do Mundo do Catar – a partida acontece na próxima sexta, 9, às 12 (de Brasília), no estádio Cidade da Educação.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 9,90/mês. Não perca!

Escolhido pela CBF como o único jogador a conceder entrevista, logo após treinamento com portões fechados no estádio Grand Hamad, em Doha, o atacante foi questionado sobre temas sensíveis como o episódio do bife folheado a ouro, que rendeu críticas aos jogadores nas redes sociais, além de um possível rompimento com a Nike, um de seus patrocinadores. No fim, ainda foi surpreendido por um gato, que subiu na mesa onde falava durante a uma das respostas.

“Acredito que, na folga, posso fazer o que bem entender. Quando estou de folga tento me distrair ao máximo, estar com meus amigos, família, fazer o que eu acho que é melhor para mim. Não acredito que devam falar o que temos que fazer ou não, mas sim cobrar o que fazemos em campo”, minimizou.

A explicação do camisa 20 foi uma resposta direta às críticas feitas a ele, outros companheiros e até ao ex-atacante Ronaldo Fenômeno, pela comemoração após a vitória por 1 a 0 diante da Suíça, na fase de grupos, na famosa churrascaria Nurs-Et, do chef libanês Salt Bae, conhecido na internet por salgar a carne de um modo diferente. O prato naquela noite foi uma carne folheada a ouro.

VEJA 👀 O ex-jogador Ronaldo Fenômeno juntamente com Viny Júnior e Militão, mastigam carne folheada a Ouro de 24 quilates de R$ 9 mil numa ostentação que foi criticada pelos comentaristas esportivos do Brasil 🇧🇷

62 milhões de brasileiros não fazem as 3 refeições por dia 🤤😞😩 pic.twitter.com/9nEKuuE5PD

— JornalGoyaz (@JornalGoyaz) December 5, 2022

“Se comeu a carne folheada a ouro, problema do cara. É uma puta experiência gastronômica também, e você está em um lugar que provavelmente não vai voltar”, desabafou Ronaldo, em entrevista ao podcast Podpah. “É uma inveja, uma covardia, é desproporcional”, concluiu na ocasião.

Continua após a publicidade

O caso ganhou ainda mais desdobramentos quando o lateral-direito Daniel Alves imitou o chef em um vídeo curto gravado na concentração da seleção brasileira.

Sobre a Nike, empresa americana que o patrocina desde os 13 anos e possui vínculo até 2028, ele optou por se esquivar ” Sobre a Nike, não posso falar. Temos um contrato, somos parceiros, não podemos falar sobre a nossa relação. Como não falo da relação com meu pai, não posso falar da nossa relação com vocês”, resumiu.

O atrito entre o jogador e a empresa foi noticiado pelo portal UOL, que diz que o jogador se sente desprestigiado pela marca por ter ficado de fora do filme publicitário para a Copa, enquanto Rodrygo, seu companheiro no Real Madrid e reserva, foi um dos participantes, assim como Richarlison.

Por fim, ainda viu um gato subir na mesa, para a surpresa dos presentes. O animal foi rapidamente retirado pelo assessor de imprensa da entidade, Vinicius Rodrigues, provocando reações nas redes sociais – algumas delas críticas.

Um gato apareceu na conferência de imprensa de Vini Jr. 🐈pic.twitter.com/4lR1V0AvD8

— B24 (@B24PT) December 7, 2022

O animal é cultuado no Oriente Médio desde os tempos do profeta Maomé. Em Doha, também é comum cruzar por camelos e até falcões, outros animais venerados pelos árabes.

Cataris ouvidos por PLACAR deixam claro que sempre houve menos cachorros do que gatos no país e que a maioria dos parques e locais públicos não aceitam a entrada dos pets. Uma das razões para isso tem, como quase tudo no Oriente Médio, uma forte influência religiosa.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN

Continua após a publicidade