Empresas de RR aceleradas pelo Inova Amazônia participam da Web Summit em Portugal

Empresas de RR aceleradas pelo Inova Amazônia participam da Web Summit em Portugal

Updated: 1 month, 13 days, 3 hours, 32 minutes, 15 seconds ago

As empresas de Roraima Treeback Tecnologia Ambiental e Jaty Galeria, aceleradas pelo programa do Sebrae Inova Amazônia, foram selecionadas para participarem do Web Summit em Portugal, considerado a maior conferência de tecnologia do planeta.

As empresas selecionadas passaram por uma seleção feita por meio de submissão de proposta e pitch em inglês. Após a seleção, é feita a preparação, missão e monitoramento realizada pelo Sebrae Nacional.

Neste ano, o evento ocorre de 30 de outubro a 04 de novembro e espera receber mais de 70 mil pessoas e empresas que atuam com a indústria tecnológica.

A analista técnico do Sebrae/RR, Fabiana Duarte, acredita que a missão será de suma importância para as empresas que foram selecionadas.

“As empresas terão a oportunidade de apresentar o que fazem (seus negócios) para outras empresas e quem sabe fechar novas parcerias. Nossa expectativa é que as empresas se capacitem, conheçam novos mercados, façam muitas conexões, parcerias, para que futuramente consigam se firmar em novos mercados”, disse.

Treeback Tecnologia Ambiental

A Treeback é uma startup roraimense que permite que as pessoas possam contribuir para o reflorestamento da Amazônia fazendo compras online nos maiores marketplaces brasileiros e mundiais como Aliexpress, Amazon, Shopee, Magalu, Americanas, Centauro, entre outros.

A plataforma permite que as compras online se transformem em árvores plantadas em um verdadeiro cashback de árvores.

“Através de nossa ferramenta de rastreamento compartilhamos dados do plantio como geolocalização da muda, espécie, data do plantio, fotos e quantidade de carbono capturado, trazendo uma transparência jamais vista nesse tipo de projeto”, explicou o dono do empreendimento Aumary Cerqueira.

Ele acrescentou que o mercado europeu é muito sensível as causas ambientais e a projetos voltados a preservação da floresta amazônica. Por isso, a participação na conferência é de suma importância.

“Nesse contexto, a Treeback tem um grande potencial em se conectar com empresas portuguesas e europeias que queiram desenvolver ações nesse sentido, através do nosso mapa de plantio totalmente personalizável, os projetos de reflorestamento podem ser divulgados no rótulo de produtos através de QR Code ou ações de marketing, transformando a Treeback em uma executora e facilitadora na realização de projetos ambientais por empresas europeias”, disse.

Jaty Galeria

A Jaty Galeria – Arte Amazônica é uma empresa de impacto Socioambiental que oferece saberes ancestrais em forma de produtos artesanais dos povos tradicionais e originários da Amazônia.

Os pilares são do empreendimento são a bioeconomia, o ecodesign e a sustentabilidade socioambiental.

O proprietário do negócio, Sewbert Rodrigues Jati, pontuou que pretendem fazer contato com possíveis investidores para crescimento da marca, além de proceder na internacionalização dos produtos comercializados pela empresa.

“Acreditamos que a Web Summit nos abrirá portas para a conquista do mercado Europeu. Vamos buscar conversa com incubadoras em Portugal a fim de conhecer o mercado local e planejar a instalação e funcionamento da empresa lá. Dessa forma fortalecermos cada dia mais a Jaty Galeria, pois com a empresa no Brasil podemos atender o mercado local e com a empresa em Portugal poderemos atender o mercado exterior”, destacou.

O que é o Web Summit?

Consolidado como um dos maiores eventos de empreendedorismo, inovação e tecnologia do mundo, a Web Summit foi criada em 2009. Desde 2016 ocorre em Lisboa, Portugal.

“A participação no evento por meio de uma Missão possibilita troca de conteúdo, networking, vivência e experiência – gerando uma vivência de aprendizado única”, informa a organização do evento.

Na edição passada, atraiu mais de 42 mil visitantes de 128 países, um recorde entre as edições realizadas até o momento. Pelo 1,6 mil startups e cerca de mil investidores costumam participar da programação todos os anos.