Corinthians tem estratégia traçada para derrotar 'obra do...'

Corinthians tem estratégia traçada para derrotar 'obra do...'

Updated: 3 months, 15 days, 2 hours, 23 minutes, 37 seconds ago
Vítor Pereira já teceu elogios públicos ao trabalho de Fernando Diniz no Flu (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Vítor Pereira já teceu elogios públicos ao trabalho de Fernando Diniz no Flu (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Foto: Lance!

O Corinthians sabe que o Fluminense é um dos times do Brasil que mais exigem tecnicamente dos seus adversários. Para o técnico Vítor Pereira, a equipe carioca é uma 'obra do…'... tirem a suas conclusões, pois o treinador corintiano interrompeu o raciocínio durante a entrevista coletiva após a vitória sobre o Santos, no último fim de semana, e levou a mão à testa ao citar o adversário desta quarta-feira (26), pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para que venha superar o oponente, o treinador corintiano já sabe o que fazer: ter a bola e diminuir os espaços. O tempo de preparação para o duelo deste meio de semana foi pouco, apenas dois dias, mas VP tem isso em mente não só de ouvir falar sobre o Flu, mas justamente por ter sentido na pele o desgaste que é enfrentar a equipe carioca.

Foram três confrontos entre Corinthians e Fluminense nesta temporada. No primeiro, o Timão foi goleado por 4 a 0, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. No entanto, Vítor Pereira considera que o clube alvinegro abriu mão da vitória neste encontro, realizado no estádio do Maracanã, pois estava focado em outra competição. À época, o Time do Povo vivia uma crise relacionada a lesões, tinha 10 atletas entregues ao departamento médico e estava às vésperas do jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, contra os argentinos do Boca Juniors, que aconteceria três dias depois, em Buenos Aires. A estratégia contra os cariocas, então, foi colocar um time todo reserva e o resultado foi: 4 a 0 para o Flu.

- Alguns jogos tivemos que entregar, como contra o Fluminense, lá, porque a seguir tinha um jogo fundamental. E isso eu tenho pena, porque não sou treinador a entregar jogo para ninguém - disse Vítor no último fim de semana.

Cerca de dois meses depois da goleada sofrida no Rio de Janeiro, o Corinthians voltou a enfrentar o Fluminense em duas ocasiões, pela semifinal da Copa do Brasil. Dessa vez, os resultados foram diferentes, não menos a exigência. Já com o departamento médico esvaziado e com força máxima, o Timão teve que buscar duas vezes o placar no jogo de ida, no Rio de Janeiro, que terminou empatado em 2 a 2. Na volta, em São Paulo, o triunfo corintiano por 3 a 0 pode até disfarçar o que foi o jogo, principalmente no segundo tempo, que teve os cariocas pressionando o tempo todo, e os corintianos marcando dois gols já nos minutos finais, que sacramentaram a vitória que iniciou ainda na etapa inicial, com um gol de Renato Augusto.

Giuliano comemora classificação corintiana na semifinal da Copa do Brasil, contra o Fluminense (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Giuliano comemora classificação corintiana na semifinal da Copa do Brasil, contra o Fluminense (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Foto: Lance!

Agora, o Timão volta a encarar o Tricolor Carioca em um momento nada bom. A equipe alvinegra ainda vive o 'luto' pela perda da Copa do Brasil, na final contra o Flamengo, que completa uma semana justamente nesta quarta-feira (26), e junta os cacos para terminar entre os quatro primeiros do Brasileirão. Os corintianos atualmente se encontram na quarta colocação, mas têm o Fluminense logo atrás e um confronto direto de grande exigência em um momento em que a luta é por reencontrar-se com o foco. Toda essa circunstância, faz o Flu uma 'obra do…' para Vítor Pereira.

- Agora tem o Fluminense, que é outra obra do… poderia vir uma coisinha mais fácil - comentou VP.

Como alguns atletas com idade mais avançada, como Fagner, Gil, Fábio Santos e Renato Augusto foram preservados na última partida, contra o Santos, a tendência é que Vítor Pereira leve o Corinthians a campo nesta noite com o que tem de melhor. A única baixa será o atacante Yuri Alberto, expulso contra o Peixe. A tendência é que Mateus Vital ganhe a vaga no setor ofensivo, puxando Róger Guedes da esquerda para a função de centroavante.