Amazon (AMZO34) aposta em livros, comida e moda no ‘esquenta’ da Black Friday

Amazon (AMZO34) aposta em livros, comida e moda no ‘esquenta’ da Black Friday

Updated: 3 months, 13 days, 6 hours, 9 minutes, 24 seconds ago

A gigante americana Amazon (AMZO34) aposta em livros, alimentos e bebidas e beleza no seu “esquenta” da Black Friday no Brasil. A campanha da varejista começará na segunda-feira (31), no dia seguinte ao segundo turno das eleições, e incluirá comerciais na TV aberta, internet, mídia impressa, mídias sociais e live commerce.

“Com o incio do esquenta Black Friday, vamos antecipar algumas ofertas para o nosso cliente”, afirma Camila Nunes, líder de marketing da Amazon Brasil. “A promoção terá várias fases, em que vamos trocar os tipos de promoção. Essa primeira parte já vai trazer algumas ofertas antecipadas para algumas categorias e alguns cupons de desconto, e depois vamos evoluindo para outras”.

Nesta primeira fase os maiores descontos serão em produtos como livros e ebooks, alimentos e bebidas, moda, beleza e produtos automotivos, segundo a Amazon, “com foco no perfil do consumidor brasileiro”:

• Até 50% de desconto em livros e ebooks;
• Até 30% em alimentos e bebidas, automotivos, beleza e moda;
• Até 25% em artigos de casa, bebidas alcoólicas, casa inteligente, itens de cuidados pessoais e de casa e produtos para bebês;
• Até 20% em artigos de pet shop, cozinha, jardim e piscina e ferramentas e construção;
• Até 15% em brinquedos e jogos e esportes e aventura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a Amazon, haverá promoção de produtos de marcas como Apple, Electrolux, Intelbras, Havaianas, Logitech, Lolla, Mãe Terra, Pampers, Playstation, Tanqueray, Tramontina e Xbox, entre outras.

Leia também

E-commerce

Black Friday: brasileiros querem comprar moda e tecnologia e gastar até R$ 2 mil, diz Mercado Livre

Estudos divulgados pela empresa mostram também que mais de 85% pretendem parcelar suas compras, com preferência pela divisão em até 6 vezes

Prime Day: um bom prenúncio?

A empresa não divulga números das projeções para a Black Friday deste ano (nem do desempenho em 2021), mas diz que a data é muito importante — assim como o quarto trimestre em geral, que inclui as vendas de Natal.

Nunes diz que as categorias mais vendidas na Black Friday em 2021 foram livros, cuidados pessoais, alimentos e bebidas, moda e dispositivos da Amazon (como a Alexa e o Kindle). Diz também que, apesar de a empresa não divulgar projeções, o Prime Day em julho trouxe notícias positivas.

“No Prime day em julho as vendas foram 2,1 vezes maiores do que no ano passado. Em termos de volume foi muito mais relevante em relação ao ano passado”, afirma a líder de marketing da Amazon Brasil (o Prime Day é uma data anual em que a empresa faz promoções aos seus assinantes).

Black Friday e futebol

A Black Friday em 2022 vai acontecer na sexta-feira (25), no dia seguinte à estreia do Brasil na Copa do Mundo. Pensando nisso, a campanha de marketing da Amazon vai incluir, além dos anúncios na TV e em outras mídias, ações com a temática de futebol focadas no digital com o jornalista esportivo Tino Marcos, com o canal Desimpedidos e influenciadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Entendemos o impacto do campeonato mundial de futebol [na Black Friday deste ano] e que o brasileiro é louco por futebol, então incorporamos isso no nosso planejamento”, afirma a líder de marketing. “Incorporamos totalmente a influência que esses jogos podem ter, em como vamos nos comunicar com os nossos clientes”.

Nunes destaca também a importância do prazo de entrega (pois os consumidores vão querer receber os produtos antes do início da Copa do Mundo, no dia 20). “Fizemos muitas melhorias nas nossas operações para garantir que todos os produtos do site — principalmente as ofertas — sejam entregues rapidamente”.

Leia também

Economia da bola

Cerveja e salgadinhos serão os ‘campeões’ do varejo físico e delivery em jogos da Copa, aponta pesquisa

Além dos eventos caseiros, bares e restaurantes devem ter destaque de movimento durante a competição

Entrega e devolução

A executiva destaca que a empresa aumentou o número de cidades onde a entrega ocorre em até 2 dias para assinantes do Amazon Prime. “Aumentamos de 700 para 1.000 a quantidade de cidades com 2 dias de entrega e dobramos a quantidade de cidades de 50 para 100 com entrega em 1 dia no Prime”.

A Amazon também ampliou o prazo de devolução para produtos comprados entre 1º de novembro e 31 de dezembro (vendidos pela empresa ou por vendedores participantes do programa Prime), para 31 de janeiro de 2023.

Além disso, produtos marcados como presente no momento da compra poderão ser devolvidos por quem recebeu o produto sem a necessidade de a pessoa que deu o presente saber sobre a devolução.